Por que torcer pelo outro é tão difícil?

Não adianta pedir desculpa depois. Desculpa em excesso é muleta pra fazer merda. Quando você acerta uma pedra em alguém, você não cometeu um erro. Você acertou. Então, cuidado para onde mira quando vai jogar.

Por que tudo isso? Já percebeu como é mais fácil ter amigos quando você está na fossa? Religiosamente se prega o inverso – que os amigos verdadeiros você descobre quando fica mal. Não é isso, não, malandro. Quando você fica mal, os que já são seus amigos verdadeiros apoiam você e dão umas belas broncas necessárias. Paralelo a isso, outras pessoas usam o momento para se auto afirmar dando conselhos e sendo útil. Normal, faz parte do ser humano.

Agora, experimenta ficar feliz. É um tal de “tá se achando” de um lado, de conselho errado do outro… Que dá pra fazer uma feira. Freud diz que a mulher tem inveja do pênis do homem – longe de mim querer discutir psicanálise mas, né… Foi um homem que disse isso, o que já me deixa incrédula por esse simples não-lugar de discurso.

Outras conversas aqui em casa nos fazem discutir muito a origem da inveja em si e da maldade. O sri sri Prem Baba disse que a inveja vem justamente do fato de um ser humano não se encontrar no mundo. Quando ele não sabe onde está ou não tem autoconhecimento suficiente para entender do que faz parte, essa pessoa começa a criar conflitos externos, com outras pessoas – às vezes, sem até saber o porquê. Isso se dá pela vontade de estar no lugar do outro: a inveja ou o ciúme.

O Wikipedia também fala um pouco disso: “A inveja pode ser definida como o sentimento de frustração e rancor gerado perante uma vontade não realizada de possuir os atributos ou qualidades de um outro ser, pois aquele que deseja tais virtudes é incapaz de alcançá-la, seja pela incompetência e limitação física, seja pela intelectual”. Falando em pênis, a mesma Wikipedia conta que o pequeno grande Napoleão Bonaparte dizia que “a inveja é um atestado de inferioridade”.

Agora, mais do que a inveja, bom mesmo é aquele gostinho de ver alguém que estava muito bem se dando mal o suficiente pra você levantar a placa de “eu avisei”, certo? Não!  Errado! Muito errado! Por mais que esses impulsos sejam inerentes até a macacos, por favor, não faça isso. Você tem polegar opositor e cérebro desenvolvido. Não reze para o amiguinho não conseguir aquilo que anseia. Pior que isso, não transforme sua inveja em maldade.

Não projete no colega as frustrações daquilo que você não tem. Nobreza, please. Abrace o outro e diga: “gostaria de estar no seu lugar, mas admiro o que conseguiu e fico feliz com isso”. Não é pecado você desejar algo que é do outro, mas tome consciência disso, aceite e lute pelo que é seu. Também não crie situações horríveis para validar o quanto seu amigo que está se dando bem é uma pessoa horrível. Ele não é. Você está sendo uma pessoa horrível por não ouvir o que ele tem a dizer, por não considerar o histórico de luta e conquista dele e por simplesmente não viver sua vida e deixar que o outro viva a dele em paz.

Uma reportagem da Superinteressante contou ainda que “as pessoas com maior propensão à inveja em nível patológico são aquelas que têm graves falhas ou lesões nos lobos frontais do cérebro, regiões responsáveis pelo reconhecimento das regras e pelo respeito aos outros”. RECONHECIMENTO DAS REGRAS E PELO RESPEITO AOS OUTROS. A parte boa da história? Use a energia de sua inveja para conquistar coisas melhores ao invés de prejudicar o colega. Todo mundo vibrando no amor – e literalmente no chakra do coração – torna o universo muito mais produtivo, traz paz e crescimento.

Go ahead.

Anúncios

Um comentário em “Por que torcer pelo outro é tão difícil?

  1. Muito bom! É bem isso mesmo! Tenho alguns verdadeiros amigos, mas é incrível como aparecem muito mais quando estou passando por alguma dificuldade ou dúvida em resolver algo.. infelizmente existem
    Muitas pessoas com muita maldade no coração. Parabéns pela matéria!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s