Não! Isso não é urgente

Precisamos falar sobre urgência. Mesmo. Em um momento onde só o modo avião pode salvar sua qualidade de vida, bom senso é primordial. Em 2013, meu avô/ padrinho/ segundo pai faleceu e pernotei o domingo para segunda no cemitério. De manhã, foi realizado o enterro e voltei para casa à tarde. Naquele mesmo dia, uma banda inteira estava ensaiando na minha casa para o show que faríamos dia seguinte, no Sesc. Era um evento importante e deixei minha urgência do luto de lado para trabalhar. Porque é isso que a necessidade faz.

Um amigo querido faleceu, em janeiro de 2017. Ele estava em dois empregos e virando noite. Em uma das voltas para casa, o coração não aguentou. Ele tinha minha idade e o choque foi grande. O descanso dele era urgente, mas ele abriu mão disso – porque é o que a necessidade faz.

Desses episódios para cá, decidi mudar meu posicionamento diante das pseudo-urgências e necessidades, pela minha saúde. De lá pra cá, recebo reclamações diárias de não atender ao telefone, que está sempre no silencioso. Se você acha exagero, vou explicar o porquê.

Trabalho com produção de conteúdo, leitura de tarô e divulgação. Isso exige que eu esteja 100% focada no trabalho para realizar uma entrega de qualidade. Fora Whatsapp, inbox e e-mail, meu telefone começa a tocar 8h – e assim segue de hora em hora. Entenda, eu não tenho condições físicas de realizar meu trabalho e fazer call center. É humanamente impossível. Fora isso, eu como, transo, faço cocô, participo de reuniões, vou a festas de família, eventos sociais… Como qualquer ser humano comum. E quando eu estou realizando qualquer uma dessas coisas, preciso e quero estar 100% ali. O “agora” é minha urgência, até porque eu me recuso a continuar tendo crises de ansiedade.

Vivemos em uma sociedade que leva a sério demais a questão do tempo real de interação e isso é doente. Isso vem nos adoecendo aos poucos e tirando da gente a motivação para estar aqui e agora sendo uma pessoa melhor no que estamos realizando, consciente do momento. Vejo cada vez mais textos cheios de erros sendo postados como notícias, cada vez mais fake news sendo disseminadas porque simplesmente “não há tempo” de questionar o que lê e mais pessoas frustradas – já que usam o “falar imediatamente” como ferramenta paliativa para sensação de produção e acabam projetando no outro as realizações que deveriam ser próprias. Traduzindo: falar o tempo todo com muita  gente faz parecer que estamos  produzindo algo, quando na verdade estamos apenas falando com um monte  de gente. Paranoia também aumenta: “por que ele não me atende?”/ “se não falarmos agora, o trabalho todo vai dar errado” e por aí vai.

Entenda: uma vez que você confiou a mim o trabalho, eu sou a primeira pessoa a querer fazer dar certo. Confie. Acredite que o outro está desempenhando seu papel independente de prestar contas a cada segundo para você. Seja organizado o suficiente para conseguir traçar metas e status por e-mail e, quando houver dúvidas sobre como deve seguir, você sempre pode voltar ao histórico para relembrar o combinado e as datas. Também não precisa enviar cinco avisos em todas as redes sociais quando mandar um e-mail. Ele será respondido, com certeza, por ordem de prioridade.

Esteja 100% naquele momento e você nunca vai precisar perguntar dez vezes a mesma coisa, criar expectativas fora da realidade ou frustrar-se com o que só iria acontecer na sua cabeça e não rolou por motivos óbvios. Entenda que o tempo não muda para satisfazer suas vontades e as pessoas não são obrigadas a estar 24 horas à sua disposição, porque elas possuem rotinas, vidas próprias e maneiras de executar as coisas diferentes das suas. Aceite, respire e evite estresse. O resultado é mais importante que o processo.

Há um ano, lançamos o clipe de “Desencadeou”, do Lucas Adon, e a MTV gostou – mas precisava do ANCINE. O registro deve ser feito por produtoras com cadastros específicos que eu não tinha. Começou ali a saga pela documentação, com auxílio de amigos que o fizeram pela simples vontade de ver dar certo. Pra mim, aquilo era urgente. Mas não era, estava longe disso. E eu soube respirar. Valeu a pena. Esperamos e a estreia está marcada para este domingo, dia 06 de maio, às 9h. Entenda: não importa o tamanho do sonho e o que aquilo representa para você. Respeitar o tempo das coisas e o espaço das outras pessoas é primordial e traz bons resultados. Por isso, quando quiser ligar, pergunte a si mesmo: é urgente de verdade?

Quando aprendermos o que os grandes gurus da história quiseram dizer com “estar presente”, nosso pequeno mundo será muito menos transtornado e nossa consciência estará muito mais clarificada. Pratiquemos.

Um comentário em “Não! Isso não é urgente

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s